Home | Loja Virtual | Fotos e Vídeos | Campeonatos | Classificados | Matérias | Contato | Onde Pescar | Técnicas | Cursos e Palestras | Eventos | Destinos

Onde Pescar

Ceará – Rio Pirangi


Foto 1 – Vista do Mangue com um bonito arco-iris

Já fazia bastante tempo que eu estava tentando encaixar uma pescaria de robalos no Ceará.  Como costumo ir a Fortaleza duas a três vezes por ano, sempre tive vontade de encaixar uma pescaria em busca dos grandes flexas que habitam os estuários desse estado maravilhoso.  Nos últimos anos, porém sempre que viajava a Fortaleza, dei prioridade para a pesca do Tucunaré na famosa represa do Castanhão, habitat dos brutos tucunarés da variedade Pinima.  Nessa minha última viagem, decidi deixar um pouco de lado a pesca do tucunaré e, enfim, estreiar em águas Cearenses, atrás do rei do mangue.  Dentro dessa perspectiva, ninguém melhor para me acompanhar que os amigos Yuri Mamede e Henrique de Oliveira.  Devido ao tempo que passaria em Fortaleza, não foi possível conhecer os rios mais distantes onde a pesca tem sido muito boa esse ano, mas nem por isso desanimei. Já que não conhecia nenhum rio, tudo estava valendo.  Depois de tudo combinado, partimos numa quarta-feira de manhã em direção ao rio Pirangi no município de Aquiraz.  O local de pesca fica a 120km de Fortaleza e como a maré era razoável, a ideia era fazer uma pesca de um dia e meio.  Pescaríamos durante a vazante, com uma pausa para o almoço e retornaríamos a pescar na maré de enchente.  Depois de uma viagem tranquila, às 7:00 da manhã já estávamos colocando o barco na água para ir atrás desse peixe tão fascinante que é o robalo.  A técnica mais produtiva nesse rio é a pesca de fundo com camarões médios e grandes jigados.  Para mim seria uma pesca muito diferente da pesca do robalo no sul e sudeste, já que a força da maré impressiona.  Usamos jigheads de 26 a 38 gramas.  A pesca na parte da manhã não foi muito produtiva, batemos vários pesqueiros conhecidos porém parecia que o robalo não estava ativo com a maré vazante.  No final, conseguimos engatar ainda dois peixes perto de um quilo.  Além dos robalos ainda apareceram uma pescada e vários baiacus.  Pausa para o almoço para comer um delicioso camarão e voltamos para o rio já com a maré enchendo.  No primeiro pesqueiro que paramos em uma curva, já no segundo arremesso engatei um peixe de bom tamanho e depois de uma boa briga e várias tomadas de linha, consegui embarcar meu primeiro robalo cearense.  Um bonito flexa de 3.5kg.


Fotos 2 – Primeiro robalo flexa Cearesense.

Fotos feitas e peixe devolvido para a água, voltamos a bater no pesqueiro e foi aí que a festa começou. O Yuri engatou outro peixe bom de 4kg e eu engatei um menor fazendo um belo dublê.  Fotos tiradas e continuamos a pegar peixes.  O cardume parecia acompanhar a subida da maré ficando restrita a um trecho de 150 metros.  Foram vários exemplares fisgados, no final pegamos em torno de 15 peixes quando decidimos tentar um peixe maior mais perto da barra do rio Pirangi.

Esse pesqueiro compreendia uma grande pedra e, segundo o Yuri, é pesqueiro de peixe grande. Começamos a arremessar ao redor da estrutura para ver se o peixe estava por aí.  Depois de 30 minutos sem nenhuma ação, quando já estávamos quase decidindo mudar de pesqueiro, o Yuri engatou um lindo flexa de 6 a 7 quilos que pulou para mostrar toda sua força.  A briga era boa e o Yuri começou a ficar preocupado com o líder de 60 libras que estava usando.  Mais alguns saltos e quando o robalo parecia que ia se entregar deu o último salto perto do barco arrebentando o líder.  Ficamos uns olhando para os outros, pensando no belo troféu que tinha escapado.  Faz parte do ditado de pescador: o grande sempre escapa se concretizou mais uma vez!  

Pretendo logo voltar as águas nordestinas para quebrar meu recorde desse peixe maravilho que faz o sonho de tantos pescadores brasileiro. Viva o robalo rei do mangue!


Equipamentos:

O Ideal é levar três conjuntos:
Vara 17lbs, 6’3 a 6’8’’ – carretilha com 120 m de linha 30 a 40 Lbs – líder 0,70mm
Vara 14lbs, 6´3 a 6´´ - carretilha com 120 m de linha 30 lbs – líder 0,60 a 0,65mm
Vara 14lbs, 5´8´´ a 6´´ - carretilha com 120 m de linha 25 lbs – líder 0,50mm (para plugs)
Jigheads com pesos variando entre 26 e 38 g, anzóis entre 4/0 e 5/0
Camarões cor verde, vermelho, dourado, etc .


Quem leva: CobrasPesca – pesca@cobraspesca.com.br Fones (51) 3061.0014 51 9735.5410

Grande abraço,



Voltar
















Desenvolvido por OneWeb