Strict Standards: Non-static method Configure::getInstance() should not be called statically in /home/bassnook/site/cake/bootstrap.php on line 46
BasSNook: As Grandes Trutas do Lago Strobel
Home | Loja Virtual | Fotos e Vídeos | Campeonatos | Classificados | Matérias | Contato | Onde Pescar | Técnicas | Cursos e Palestras | Eventos | Destinos

Onde Pescar

As Grandes Trutas do Lago Strobel

Patagônia Austral - Argentina

Parte 1 - Introdução

Em novembro de 2011, rumamos para uma viagem intrigante para a parte mais meridional da América do Sul, a Patagônia. Localizada entre a Argentina e o Chile, divide-se de sudoeste a leste pela parte extremo Sul da Cordilheira dos Andes. Montanhas e glaciares foram visões constantes nesta paisagem de contrastes, entre planícies lunáticas e gélidas montanhas. A equipe da Coobrastur Pesca foi prospectar uma operação de pesca extrema e quase desconhecida dos pescadores brasileiros em busca das Trutas Jurássicas do Strobel.

O grande desafio da equipe era mostrar que a pesca na modalidade Fly Fishing pode ser muito divertida e extremamente fácil. Os bons guias que operam neste destino colocam iniciantes a Castear, lançando suas moscas em poucas horas. Tornando o que para alguns é uma atividade para “Monstros da Pesca” em um sonho palpável e real.

De Buenos Aires, fomos a El Calafate na Província de Santa Cruz. A cidade é um aconchegante povoado e tem vários roteiros turísticos alternativos como cavalgadas e o mini trekking em cima de uma parte estável do Glaciar Perito Moreno. Calafate foi o ponto de partida, percorremos 350 km para o norte na famosa Ruta 40 com muitas paisagens lunáticas extasiantes até chegarmos a Estância Laguna Verde.

Parte 2 - Lodge e sua localização.

O Lodge tem um perfil de filme de ficção, compacto e bem equipado e está localizado às margens da Laguna Verde, um imenso lago com muitas trutas de pesos entre 2, 3 e 4 Kg. Local perfeito para o guia ensinar os primeiros Casts para os iniciantes no Fly e até mesmo para as experientes fominhas capturarem muitas trutas para o aquecimento antes de encarar o famoso Jurrasic Lake, conhecido assim por sua fama de abrigar as maiores trutas do mundo.

A Estância Laguna Verde, comporta com muito conforto até oito pescadores no total por semana. Em bons quartos para duplas com calefação ambiente e banho privê, os hóspedes são surpreendidos a cada dia com deliciosos pratos acompanhados com vinhos de Mendoza, servidos pela Chefe gourmet da casa. O “Dasayuno” é completo e é muito bem servido para um bom desjejum. Todos os dias após o retorno da pesca, o garçom lhe servirá uma boa champanhe para acompanhar trutas defumadas em uma tábua de queijos e salames especiais. Conta com telefone satelital e internet, o que dá a tranquilidade de estar muito próximo, em contato com a família ou trabalho, aquela sensação de encurtar a distância quando se está remotamente longe de casa.

Parte 3 - O Strobel

Ele é imenso, tem em média 65 Km quadrados, está a 1.000 de altitude e recebe as águas do Rio Barrancoso que nasce ao oeste vindo dos altos do Cerro de Dos Cuernos na Cordilheira Andina.

 

É um mar de água doce azul da cor do céu, como uma cratera rodeada por montanhas pedregosas em uma zona desértica, e agreste com pouca vegetação e muitas pedras vulcânicas. Suas margens são compostas por grandes pedras cobertas por uma alga marinha que secou e deu um tom de branco intenso, tornando suas margens um espetáculo a parte.

O lago esta a alguns minutos do lodge, que dispõe de dois meios básicos de transporte para as duplas entre as distâncias que são percorridas para pescar nos melhores lugares do Strobel, caminhonetas Hilux e Defenders ou quadriciclos Honda, por sinal, uma aventura muito bacana esta segunda opção.

Parte 4 Fauna

Em meio a tantas paisagens desérticas, a fauna local está bem representada, a toda hora é possível avistar raposas, lebres, cisnes e os imponentes guanacos que são da família das lhamas e alpacas. Seu predador natural é o puma, mas com a facilidade de encontrar ovelhas já não controla mais sua população que cresce a cada ano. Eles são enormes e não se assustam muito com a presença humana, até é fácil de arrumar uma pose para sua câmera. Não muito raro avistar os casais da espécie endêmica o Maca Tubiano, símbolo da Estância Laguna Verde.


Parte 5 Clima

Gerado por sua localização geográfica e altitude, os ventos da Patagônia Austral em determinados dias sopram forte, e é nesta hora que se observa o diferencial da Estância Laguna Verde. Contando com localizações exclusivas para dias intempestivos no Strobel, os guias te levam para uma parte abrigada por encostas de pedras no entorno do lago ou até mesmo para o magnífico Barrancoso.



A temperatura, nesta época, pode variar entre 05 a 18 graus, com os dias mais longos entre novembro e março o frio é seco e agradável em muitas horas do dia. Estar bem abrigado com roupas térmicas e waiders, toucas ou bonés é condição básica. É importante não se esquecer de levar luvas, protetores solar e labial e óculos polarizados.


Parte 6 As Trutas

São peixes reconhecidos mundialmente por sua força, coloração e tamanho e têm características marcantes em cada ponto que visitamos. De todas as partes do planeta, pescadores experimentados vêm à Patagônia para fisgar este magnífico peixe, alcançando pesos cobiçados.


As Trutas são da qualidade Arco Iris e foram introduzidas no lago em meados de 1994. São originárias do Rio Santa Cruz, famoso pela pesca das “Steelhead” mais imponentes do Oceano Atlântico. Por sua vez, vieram para América do Sul originárias do rio Mcloud na Califórnia, USA. (Steelhead: quer dizer em espanhol Las cabeças de “Acero”, Aço inox para nós).


Suas cores mudam conforme os períodos de pré desova e desova, distinguindo os machos das fêmeas em cores e tamanhos. Tons de prata, avermelhados pintados e o tradicional Arco Iris contrastando com a límpida água do lago. Extremamente fortes, são consideradas por muitos as mais pelejadoras e potentes trutas para a pesca de Fly Fishing.

Parte 7 Pesca


Em quatro dias de estada na Estância Laguna Verde fizemos pescarias fantásticas de grandes trutas. Manejar uma vara de Fly foi magnífico, mesmo com vento intenso em algumas horas do 1º dia, já conseguíamos Castear muito bem. Claro que o acompanhamento de guias especializados torna a tarefa muito fácil. A arte do Fly, muito usada nos EUA, Europa e pelos nossos vizinhos Argentinos tem certo tabu, predominando o conceito de ser complicada e difícil. Contrariamente, com alguns toques sobre a montagem correta do equipamento e noções técnicas de arremesso, fomos para a água testar nosso aprendizado e nos demos bem em todos os sentidos. Quem tem o gosto por pesca esportiva com iscas artificiais não se aperta e logo no 1º dia já estávamos tirando fotos de trutas com mais de 4 Kg.


Parte 8 Pesca Cezinha

Iniciamos nossa pesca pela margem leste do Strobel, pescando com linha Sinking Tip, boa de arremessar em função do peso frontal provocando o afundamento da mosca, em busca de camarões em profundidade. Trazia em puxadas lentas uma Rabbit Black (isca que imita um pequeno peixe negro). Quando senti uma forte batida, era uma Truta grande com certeza, vara para cima e ferrada consistente. O combate com este peixe é espetacular, tente imaginar uma truta grande em uma vara de Fly, as arrancadas incessantes dão às vezes para saltos acrobáticos. Tive que trabalhar com a carretilha em fricção bem travada, tamanho o porte da prateada. Depois de tanto esforço em poucos minutos ela se entrega para a eternização de uma foto perseguida, era uma Steelhead, a cabeça de Acero. Após soltá-la, ofegante e tomado de emoção, olhei em minha volta e meus dois companheiros de aventura, Carlos e Paulo Lopes também estavam em batalhas memoráveis com as Jurássicas do Strobel. Era só o 1º dia de pescaria, quantas emoções nos aguardavam pela frente!

Parte 9 Pesca no bote Drifts


Passamos os dias percorrendo pontos estratégicos nos dez quilômetros de margens do lago. A Estância mantém na linda enseada "Camelot”, um bote Drifts, barco seguro e especial para este tipo de pesca. Com remadas lentas, o Guia Ruan Pablo colocou Carlos Lopes para pesca no visual de frente a um cardume de lindas trutas. Nosso mais experiente pescador de Fly não perdeu a chance, usando uma Woolly Bugger negra, fisgou somente neste local 13 exemplares magníficos de trutas.


Parte 10 Pesca no Rio Barrancoso

O 3º dia amanheceu com uma frente de fortes ventos patagônicos. Estratégia pronta, hora de conhecer mais uma atração local, o Rio Barrancoso que permeia as terras da Estância em oito quilômetros. Estacionamos os quadriciclos quase às margens do Rio. O fôlego acaba com a visão privilegiada das enormes trutas subindo rio acima, se acumulavam em dezenas em poucos remansos, um espetáculo da natureza incrível.


Estabelecemos neste momento uma nova opção de pesca de Fly, as linhas Floting com moscas secas. Usamos as iscas Chernobyl Ant atada basicamente com material de EVA flutuante, tem a capacidade de produzir o efeito natural de uma mutuca navegando nas corredeiras, irresistível às trutas. Encaramos brigas homéricas e saltos acrobáticos em meio às corredeiras, foram 3 horas de ataques na superfície e muitas capturas: dez monstras do Barrancoso.


Parte 11º Sítio Arqueológico de 3.500 anos

Neste dia também conferi um Sítio arqueológico pré-histórico que está na área sul da Estância Laguna Verde. Datado de 3.500 anos, está localizado em um paredão rochoso entre lagunas de degelo. Como uma viagem no tempo, foi interessantíssima tentar compreender as inscrições que aquela linguagem eternizada mostrava os momentos especiais dos povos Tshuelches e Araucanos.



Parte 12º Final (Irá no DVD)

De baixo de uma Lua estonteante foi unânime a opinião de nosso grupo. Impossível descrever quais foram os melhores momentos deste lugar, tamanha a sua diversificação de pesca, a beleza e a força das suas trutas e as atrações naturais deslumbrantes. Saímos do Strobel com a semana da próxima temporada reservada, poderíamos fazer somente isso, depois de tudo que vivenciamos. Nossa aventura foi desafiante e completa, mostrou o quanto a Patagônia é natural, desafiante e inóspita. O lago Strobel não deixa dúvidas é o verdadeiro Jurassic Lake.



Equipamentos:
O Ideal é levar varas entre #8 e #9 com carretilhas compatíveis, pode-se usar linhas 7,8 e 9 Floats para pescar na superfície com moscas secas tanto no rio como no Lago Strobel e nas lagoas periféricas. MOSCAS SECAS: CHERNOBYL ANT, GIPSY KING, FAT ALBERT, MOUSE, NINFAS, VARIADAS COMO MONTANA, BARBARA, TORPEDO. Para linhas Sinking, de preferência, usar varas #9: Este equipamento traz muita produtividade já que as trutas do Strobel comem um pequeno camarão e outros animais nas algas e partes rasas, pesca-se com linhas Sink Tip, grande possibilidade de tração contra ventos e com afundamento mais lento - MOSCAS HÚMEDAS: STREAMERS, RABBIT, WOOLLY BUGGER, TROMBA, MATUKAS, TRAILERS...

Como fazer esta aventura:
Coobrastur Pesca – pesca@coobrastur.com.br Fones (51) 30212850. 51 97355410 - Na serra Gaúcha (54) 32820868, (54) 81148122 coobrasturpesca@coobrastur.com.br.





Voltar










Desenvolvido por OneWeb